Início » Portal Blue Farm » Exportações de carne suína sobem 11,29% no ano até novembro

Exportações de carne suína sobem 11,29% no ano até novembro

Exportações de carne suína

Vendas totalizam 1,047 milhão de toneladas e já superam embarques feitos em todo o ano de 2020 (1,024 milhão de toneladas).

As exportações brasileiras de carne suína acumularam entre janeiro e novembro deste ano 1,047 milhão de toneladas e já superam as exportações totais realizadas nos doze meses de 2020 (1,024 milhão de toneladas).

O levantamento é da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que aponta alta de 11,29% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram exportadas 940,9 mil toneladas.

Em receita, as vendas do setor totalizaram US$ 2,449 bilhões, saldo 17,8% maior que o registrado entre janeiro e novembro de 2020, com US$ 2,079 bilhões.

“O crescimento das exportações para mercados relevantes e de maior valor agregado foi uma das tônicas do setor ao longo de 2021. Aumentamos volumes para o Japão — o segundo maior importador mundial de carne suína — e para países da América do Sul”, analisa o Diretor de Mercados, Luis Rua.

Carne suína tipo exportação

Carne suína tipo exportação

“A perspectiva de incremento já no início de 2022 para a Rússia, parceira histórica, promete um ano de bom fluxo das exportações brasileiras de carne suína”, acrescenta.

Considerando apenas o mês de novembro, os embarques de carne suína totalizaram 79,3 mil toneladas, volume 9,4% menor que o exportado no mesmo período de 2020, com 87,5 mil toneladas.

A receita dos embarques de novembro chegou a US$ 170,6 milhões, saldo 15,9% inferior ao registrado no décimo primeiro mês de 2020, com US$ 202,7 milhões.

De acordo com o presidente da ABPA, Ricardo Santin, as médias mensais das exportações registradas entre janeiro e novembro de 2021 — de 95,2 mil toneladas e US$ 222,7 milhões — reforçam as expectativas de um ano positivo para o setor.

Principais mercados

Principal destino das exportações em 2021, as vendas de carne suína para a China totalizaram 503,8 mil toneladas entre janeiro e novembro, volume 7,5% maior que realizado no mesmo período do ano passado.

Outros destaques foram Chile, com 57,6 mil toneladas (+49%); Vietnã, com 40,2 mil toneladas (+2,6%); Uruguai, com 38,7 mil toneladas (+5,9%); e Argentina, com 32,4 mil toneladas (+89,9%).

 

Fonte: G1

Marcações: