Início » Portal Blue Farm » GDT: preços internacionais dos lácteos sofrem um dos maiores recuos da história

GDT: preços internacionais dos lácteos sofrem um dos maiores recuos da história

GDT: preços internacionais dos lácteos sofrem um dos maiores recuos da história

O Global Dairy Trade (GDT) alcançou seu trecentésimo sétimo evento ontem (03/05) e novamente, observou-se um recuo nos preços médios dos derivados lácteos no mercado internacional.

Este é o quarto recuo consecutivo, reforçando o cenário baixista que vinha vigente. Desta vez, verificou-se um recuo muito expressivo: -8,5% em relação ao último evento, com o preço médio fechando em US$ 4.419/tonelada.

Dois meses após os preços atingirem o maior valor da história, acima dos U$ 5.000, os valores passam por uma sequência de recuos, e a variação negativa sofrida nesta quinzena foi uma das maiores da história leilão, sendo o décimo quarto maior recuo desde seu início.

Gráfico 1. Preço médio leilão GDT x GDT Price Index.

Fonte: Elaborado pela equipe MilkPoint Mercado com dados do Global Dairy Trade, 2022.

Diferentemente dos últimos anos, ocorreu um aumento no volume negociado nesta quinzena. Foram negociadas 25.163 toneladas de lácteos, volume 13,45% maior em relação ao último leilão.

Gráfico 2. Volumes negociados nos eventos do leilão GDT.

Fonte: Elaborado pela equipe MilkPoint Mercado com dados do Global Dairy Trade, 2022.

Dentre as variações dos preços dos derivados, todos os produtos apresentaram variações negativas: Leite em pó desnatado (-6,5%, fechando em U$ 4.130 /tonelada), queijos (-8,6%, fechando em U$ 5.652 /tonelada), manteiga (-12,5%, fechando em U$ 5.807/tonelada), e gordura anidra (-12,1%, fechando em U$ 6.008 /tonelada).

Os preços médios do leite em pó integral sofreram o quarto recuo consecutivo. Os valores tiveram uma baixa significativa de -6,5% e fecharam em U$ 3.916 /tonelada, e pela primeira vez desde janeiro de 2022 estão operando abaixo dos U$ 4.000 /tonelada.

Confira na Tabela 1 o preço médio dos derivados após a finalização do evento e a variação em relação ao evento anterior.
Tabela 1. Preço e variação do índice dos produtos negociados no leilão GDT em 03/05/2022.

Fonte: Elaborado pela equipe MilkPoint Mercado com dados do Global Dairy Trade, 2022.

Um dos principais fatores que contribuíram para este cenário baixista foi a continuação das políticas sanitárias de controle a pandemia da China. O país é um dos principais players do mercado, os lockdowns impostos seguem operando, e existe o receio que podem se intensificar nas próximas semanas, com novos casos de covid-19 surgindo nos arredores de Pequim.

Conforme abordado na última análise do leilão 306 do GDT, “GDT: preços internacionais de lácteos recuam e podem impactar importações”, a dinâmica do lockdown impacta de duas formas o mercado lácteo: A primeira delas é na mudança no hábito de consumo das pessoas, afetando diretamente a demanda por produtos. A segunda, e talvez mais impactante é a questão logística. O porto da cidade de Xangai segue com problemas no fluxo de navios, devido a medidas sanitárias.

Na última análise (19/04), segundo a consultoria de logística VesselValues, o número de navios aguardando para entrar no porto era em torno de 300. Nestas últimas semanas, ainda com base nos dados da VesselsValue, mais de 700 navios (de todos os tipos) estão parados esperando para carregar no porto de contêineres mais movimentado do mundo, ancorados até que as operações do terminal recomecem. Ambos fatores contribuíram para enfraquecer a demanda da China, conforme relatado na notícia “Fonterra diz que importações de lácteos da China caíram 29% em março”além desta dinâmica estar afetando a cadeia global de suprimentos como um todo, impactando e dificultando o acesso a contêineres, elevando o valor do frete e contribuindo para diminuir a viabilidade das negociações internacionais

Como podemos observar no gráfico 2, houve um maior volume de produtos negociados nesta quinzena do Global Dairy Trade. Associado a menor demanda por parte de um dos principais players do mercado, ocorreu uma preção de baixa nos preços, e o cenário foi baixista.

Outro ponto que impactou foi a persistência do conflito entre Rússia e Ucrânia, que segue afetando a oferta e demanda global, além de elevar os riscos do mercado.

Em relação aos contratos futuros de leite em pó integral no GDT e na Bolsa de Futuros da Nova Zelândia (NZX Futures), os preços apresentaram comportamentos diferentes. O GDT projeta uma continuação no recuo dos preços a curto prazo, enquanto o NZX Futures, um leve aumento.

Gráfico 4. Contratos futuros de leite em pó integral.

Fonte: GDT X NZX Futures, elaborado pelo MilkPoint Mercado, 2022.

E como os resultados do leilão GDT afetam o mercado brasileiro?

Para entendermos o impacto das negociações do evento GDT no mercado nacional, podemos considerar o câmbio desta segunda-feira (02/05/2022) — R$ 5,02 — e o valor do leite em pó integral internacional (US$ 3.916 /tonelada), para chegarmos ao preço equivalente de um leite importado colocado no Brasil, que seria de R$ 2,37/litro.

Este valor está bem próximo, se comparado com o leite pago ao produtor no mês de abril – fechado na média de R$ 2,41/litro (CEPEA/ESALQ) –  além de ser um valor abaixo se comparado ao preço do leite spot da segunda quinzena de abril (R$ 3,00/litro – média Brasil).

Os preços pagos ao produtor tiveram uma elevação em abril, e a tendência a curto prazo são mais aumentos, com o leite spot operando em patamares elevados e uma menor oferta de leite no campo.

O dólar veio ganhando força nas últimas semanas devido a instabilidade política no Brasil e, principalmente, pela reunião da Federal Reserve dos Estados Unidos, que deve ocorrer nesta quarta-feira e trazer alterações em questões monetárias. Na última semana um dos agentes da FED relatou que o órgão tende a elevar os juros no país, o que pode ter influenciado no comportamento da moeda norte-americana frente ao real.

Bom reforçar que apesar das negociações internacionais, como importações e exportações de lácteos do Brasil serem em grande parte dos países do Mercosul (como Argentina e Uruguai, sendo aproximadamente 87% do volume negociado de importações proveniente desses países em 2021), os preços do leilão GDT refletem diretamente e indiretamente na dinâmica do mercado lácteo brasileiro. Os preços internacionais praticados no GDT são parâmetros e indicadores para os demais preços internacionais.

Um ponto de atenção nesta dinâmica é a disponibilidade de leite por parte dos nossos principais parceiros comerciais, o Mercosul. Como as negociações praticadas no mercado internacional muitas vezes são realizadas através de contratos, os fornecedores do Mercosul podem estar com grande parte de suas produções já negociadas, impactando negativamente no volume disponível para comercialização com o Brasil. Desta forma, a viabilidade das importações é comprometida e as negociações são desestimuladas.

Desta forma, de um lado tem-se a elevação dos preços pagos ao produtor e os derivados lácteos operando em patamares elevados no mercado nacional, associados ao recuo nos preços do mercado lácteo internacional, fatores que contribuem para elevar a competitividade dos produtos internacionais.

Do outro lado tem-se a baixa disponibilidade de produtos lácteos de nossos vizinhos do Mercosul, que pode comprometer a viabilidade das importações, e um aumento do câmbio, com o dólar ganhando força em meio a questões de políticas monetárias, ambos fatores que contribuem negativamente para a importação de produtos internacionais.

Caso ocorra um aumento na oferta por parte do Mercosul, as importações podem voltar a ser atrativas e ocorrer um aumento na aquisição dos produtos internacionais.

Marcações: