Início » Portal Blue Farm » O que a economia fala sobre o Plano Nacional de Fertilizantes?

O que a economia fala sobre o Plano Nacional de Fertilizantes?

O que a economia fala sobre o Plano Nacional de Fertilizantes?

Recentemente vimos o governo lançar o Plano Nacional de Fertilizantes. Esse fato se deu quando nos vimos dependentes do preço e da oferta de fertilizantes de países como Rússia, China, Marrocos e Belarus.
Mas por que o Brasil que é uma das maiores potências do agro no mundo já não era produtora de fertilizantes?

Quando analisamos a história dos fertilizantes, percebemos que é um processo recente. De 1960 até os anos 2010, tivemos um aumento de cerca de 4300% já que passamos de 243 mil toneladas para 10,5 milhões de toneladas em 2010.

O que a economia fala sobre o Plano Nacional de Fertilizantes?

Na maior parte do tempo, o uso, no Brasil, ficou, na maior parte do tempo, focada em produtos que já vinham sendo usados há um bom tempo como é o caso de ureia, nitrato de amônio, superfosfatos simples e triplo, diamônio fosfato (DAP), monoamônio fosfato (MAP) e cloreto de potássio (KCl).

Porém quando analisamos a evolução da produção de fertilizantes, identificamos, recentemente, o uso elevado de tecnologia para se chegar até a um fertilizante com alta qualidade.
Outro ponto de destaque é que o enxofre é um dos elementos essenciais para a agricultura brasileira já que há uma estimativa de que cerca de 70% do solo brasileiro seja deficiente neste nutriente.

O que a economia fala sobre o Plano Nacional de Fertilizantes?

Nós não usamos apenas o enxofre, mas uma combinação altamente tecnológica de fósforo, potássio e enxofre de modo que tenhamos um resultado mais promissor.
Como a economia está relacionada com isto?

Para se chegar até esta combinação de fertilizantes, é necessário investimento público e privado em tecnologia além de dispor de mão de obra técnica especializada. E aqui pode ser que tenhamos um gargalo no Brasil.
Assim, acaba se tornando mais vantajoso o comércio internacional de fertilizantes. Chegamos a um ponto não esperado e que está resultando em consequências para a competitividade do agricultor brasileiro.
Agora nos resta esperar que o conflito com a Rússia acabe e que o Plano Nacional de Fertilizantes seja exitoso em seu objetivo.

Referências

Horowitz, N. O enxofre em plantas cultivadas no Brasil. Revista Plantio Direto – janeiro/fevereiro, 31-35. 2012.
Redação Mosaic. Pequeno Histórico dos Fertilizantes. 7 de agosto de 2019. Disponível em: https://nutricaodesafras.com.br/pequeno-historico-dos-fertilizantes/. Acesso em 10 de maio de 2022.