Porque Contratar uma Consultoria para sua Propriedade Rural

A decisão de investir em um serviço de consultoria tem motivações diversas, mas no geral se busca agregar conhecimento e suporte externo a operação em sua totalidade ou com um foco especifico. Muitas vezes um problema que persiste e não consegue ser solucionado pelos meios tradicionais pode motivar esta contratação, ou pela necessidade de um ponto de vista que seja imparcial e menos tendencioso ou mesmo pelo reconhecimento da real necessidade de se utilizar uma consultoria técnica, financeira ou mesmo estratégica para alavancar o negócio. 

O campo ainda possui uma grande dificuldade de entender quando e qual o tipo de consultoria se faz mais adequada para cada necessidade e as particularidades e atribuições que compõem cada uma das consultorias ofertadas. A mais comum é a consultoria técnica de campo, muitas vezes vinculada as empresas de insumos para pecuária e agricultura que disponibilizam seus técnicos para auxiliar o produtor na utilização de seus produtos ou até mesmo extrapolando para outras áreas do negócio. Aqui não iremos definir essas diferentes consultorias e o que as caracterizam, queremos apenas demostrar que as mesmas existem e tem aplicações distintas, desta forma contratar uma consultoria equivocada trará resultados insatisfatórios e julgamentos imprecisos.

O Segundo erro, e este pode simplesmente decretar o fracasso de qualquer consultoria, é a não disposição dos líderes a mudanças e questionamentos sobre determinadas praticas, rotinas, modelos de negócio, hierarquias ou outros assuntos que sejam “blindados”. Um bom consultor saberá valorizar e respeitar a história e a expertise de cada líder, mas precisará ter a liberdade e apoio necessário para propor novos caminhos.

A verdade é que o consultor não está ali para concordar necessariamente com o proprietário, e isso não é uma afronta, na verdade isso é o que se esperar ao se contratar uma consultoria, e é muito importante que isso seja bem esclarecido. O comportamento de justificativa, negação, personificação do negócio simplesmente criam uma barreira e até um embate que paralisa todo o processo.

O que acontece é que somos condicionados a agir desta forma, veja bem,  quando compramos ou pagamos por algo, geralmente pagamos para alguém ou algo nos servir, se pensarmos que quando vamos a um restaurante trocamos nosso dinheiro pelo serviço, ambiente e pelo alimento consumido e queremos ter o que pedimos, quando compramos um carro trocamos nosso dinheiro pelo produto que escolhemos por uma razão ou outra e assim somos condicionados a interpretar que quando estamos pagando não devemos ser questionados e sim atendidos. Porém quando contratamos uma consultoria temos que entender que não estamos pagando para alguém referenciar as suas convicções e sim para questionar as mesmas e isso causa dor, desconforto angustia em um primeiro momento e até raiva, porém é muito provável que a transformação e resultado advindo desse processo supere significativamente o esforço pelo processo, então sim meu caro leitor, você pagará para ser atendido sim, mas não na forma, momento e condições estabelecidas apenas por você. Até porque senão a consultoria seria o melhor emprego do mundo, pois receberíamos para concordar e massagear o ego de pessoas incapazes de ver além de sua própria limitação.

Para exemplificar melhor, ao se contratar uma consultoria o contratante deve ter o comportamento e se colocar na posição de um paciente que busca um psicólogo por exemplo, ou seja, vamos pagar para entender o que não está ocorrendo tão bem e causando algum desconforto, as causas deste problema, os comportamentos que devem ser mudados e quais hábitos devem ser implementados nas pessoas e na empresa.

Quando falamos de propriedade rural, além do suporte despendido pelo proprietário(a), líder, gestor é essencial que a equipe também entenda como uma oportunidade de aprendizagem e soma de forças e não como uma concorrência, ou mais pessoas para mandar e controlar o seu serviço. Isso é realizado com treinamento, inserção de todos no processo demostrando a importância de cada peça dessa engrenagem e dos benefícios que todos terão no dia a dia de seu trabalho. A consultoria está ali para ajudar, esse deve ser o sentimento vigente.

Outro erro é considerar a contratação de um consultor apenas quando as coisas vão muito mal, pois neste caso, pode ser tarde demais. Assim como consideramos a compra de uma máquina nova, mesmo com a atual ainda em operação, devemos da mesma forma considerar a contratação de um consultor(a) como um possível amplificador de nossos ganhos e direcionador de novos caminhos e não como um bote salva vidas.

Considere a contratação de uma consultoria, este pode ser um excelente investimento para sua propriedade rural. Sempre verificando logicamente a idoneidade, capacidade técnica, metodologia e cronograma de trabalho propostos preferencialmente com check points claros e ferramentas de mensuração dos resultados obtidos.

Autor: Túlio Lelis – Fundador Blue Farm

© Copyright 2019 - Bluefarm